quinta-feira, 31 de março de 2011

Olha o Foguete!!! OH! OH!

Ora por vezes a minha profissão dá para estar na espera, hoje enquanto estava numa das esperas da minha profissão decidi procurar algo para colocar neste blog.

E assim foi, até encontrei algo divertido para publicar aqui e que já me tinha esquecido que tinha visto isto em outros tempos.

É um mais um vídeo que encontrei no youtube e tem a ver com comboios, vejam relembrem que até é divertido:


Em tempos foi um genérico do programa da RTP "O Foguete" isto em meados de 1984.

domingo, 27 de março de 2011

A Igreja de Braço de Prata.

Ora viva, como já referi chamei a um local na minha maqueta de Braço de Prata, este nome foi herdado da estação que lá fiz. Essa estação é uma +/- uma réplica da estação da CP com o mesmo nome.
Então também decidi construir uma Igreja nesta localidade.
O inicio desta obra deu-se então num dia em que visitei um amigo que também gosta de comboios, ele tinha lá este Kit montado, mas diga-se que estava mesmo mal montado. Decidi ficar com o Kit e colocar mãos á obra.
Segue-se uma foto dos primeiros trabalhos de desmantelagem do Kit para tentar fazer alguma coisa dele:


Agora uma outra foto já do Kit novamente montado e na primeira fase de decoração, de referir que pintei todas as pedras da paredes e do chão uma por uma, o que deu sem dúvida muito que fazer. na foto seguinte vê-se também a colocação de pequenas peças acrílicas para os vidros e da pintura do interior das paredes de preto, para que a luz não atravesse as paredes e só fique visível nos vidros. Vê-se também a colocação de uma árvore e a colocação de pessoas.


Outra foto para que se possa ver com mais pormenor as pedras e muros pintados, desde já explico que pintei pedras em preto pois vivo numa região em que outrora se explorava a lousa, serve essas pinturas de preto para imitar pedras de lousa.


Mais outra foto do lado do arco da entrada principal do átrio da Igreja:


Agora outra foto acerca da recuperação dos telhados:

E assim este trabalhos está praticamente concluído, uma vez que já estou a trabalhar no novo relógio para a torre, pois o outro nunca mais ficou a "funcionar". Futuramente será só colocar o relógio, os telhados e por fim colocar a Igreja no seu devido lugar da maqueta.

Brevemente irei colocar aqui dados acerca dessa etapa.

domingo, 13 de março de 2011

Os meus pinheiros.

Cá estou mais uma vez para partilhar mais uma ideia que tive, pois não estava muito contente com o tradicional.
Então como sabem gosto mais de fazer do que adquirir feito, e os pinheiros que tenho utilizado são de facto perfeitos e bonitos mas são quase todos iguais (clones). Estes pinheiros de que falo foram adquiridos já feitos das marcas que todos conhecemos (Bush, etc.), não está em causa a qualidade que é excelente.
Depois de muita pesquisa na Internet, pois aqui no Porto não temos tido direito a workshops ou outras actividades que sirvam para fomentar este tipo de hobby, pelo menos que eu tenha conhecimento nunca vi nada por estes lados. Mas relativamente ao resultado da pesquisa encontrei no youtube uns vídeos de um individuo a fazer pinheiros para a maqueta dele na escala HO, a partir desse vídeo consegui fazer os meus pinheiros na escala N. Procurei materiais idênticos aos que ele utilizou mas com mais ou menos metade do tamanho.
Ora aqui vai uma foto do primeiro material que encontrei:


Exactamente, nada mais nada menos que palitos e em dois tamanhos diferentes. Na foto acima alguns já estão pintados em tinta acrílica castanha pois estes palitos serviram para fazer o caule dos pinheiros.
Normalmente os palitos grandes são partidos ao meio para fazer pinheiros maiores, os pequenos utilizei-os para fazer pinheiros médios. Igualmente os palitos pequenos quando quebrados ao meio serviram para fazer pinheiros mais pequenos. Nunca utilizei um palito grande na totalidade, pois ficaria muito grande para fazer um pinheiro na escala N.

Agora segue-se então o segundo material:


Este material é esfregão Scotch Brite e uso para fazer o corpo da árvore, com uma tesoura corto o esfregão em pedaços de tamanho diferentes mais própriamente 3 tamanhos. Vejam nas imagens seguintes:


Estes dois pedaços tem tamanhos diferentes, um terá mais ou menos 2cm x 2cm e o outro terá mais ou menos 4cm x 4cm.










Estes pedaços de esfregão que estão nas fotos acima estão já divididos ao meio na espessura, vejam a próxima fotografia para ver o que quero explicar:

 
Depois de ter todos estes pedaços prontos é só empilha-los num palito como se fosse uma espetada, os maiores em baixo e o menores em cima com cola branca a segurar os pedaços ao "tronco". Vejam a foto seguinte:



Quando o palito estiver cheio ficará assim:


Não esquecer de deixar um palito em baixo para se poder plantar a árvore na maqueta.

Depois de a cola secar será necessário "podar" a árvore primeiro á volta para ficar com um aspecto arredondado, depois com a tesoura na vertical inclinada para dar uma forma tipo cone. Vejam uma foto de um pequeno pinheiro já "podado":


Por fim já com a árvore finalizada, utilizei um spray de cor verde folha e apliquei com suavidade por cima do esfregão, a ideia era dar um pouco de cor clara e não deixar o verde do esfregão uniforme. Assim criei tons de verde escuro com verde claro. Vejam agora nas próximas fotos algumas árvores já terminada e "plantadas":


Pronto este foi o efeito final o qual eu gostei acho aceitável e todas as árvores ficam diferentes tal qual na vida real cada árvore tem uma forma e um tamanho.

Vejam mais uma foto:


Este método não muito trabalhoso, requer alguma paciência mas também não é complicado.

Podem ver aqui como os pinheiros ficaram na paisagem: http://comboiosn.blogspot.com/2010/12/o-lago.html

Espero com esta mensagem ter ajudado alguém a enriquecer a sua maqueta.

Até breve!!!

terça-feira, 8 de março de 2011

Ponte D. Maria Pia

Olá a todos, ao colocar a Estação de Espinho na mensagem de Estações dos Caminhos de Ferro Portugueses tive a necessidade de falar da Ponte D. Maria Pia, ao falar desta ponte nessa mensagem surgiu também a necessidade de criar uma mensagem sobre esta ponte.

Então vou começar por dizer que a ponte D. Maria Pia é uma infra-estrutura ferroviária, esta situa-se no Porto atravessando Rio Douro. A ponte é em metal e tem 352m de comprimento, a altura quando medida a partir do nível das águas é de 61m.
Esta ponte foi projectada pelo Eng.º Théophile Seyrig, a sua construção começou em 5 de Janeiro de 1876 a cargo da empresa Eifell. De referir que esta foi a primeira ponte ferroviária a unir as margens do Rio Douro.

Esta ponte esteve em serviço durante 114 anos, até a nova Ponte de S. João ter ficado pronta em 1991.

Seguem-se duas fotos da ponte ainda em construção, estas fotos consegui-as numa espécie de blog na Internet, não recordo o link, não quero apoderar-me delas apenas partilhar com todos tal como estavam partilhadas no outro sitio da Internet, vejam:




Estas fotos que se seguem também da construção desta belíssima ponte foi retirada do http://www.fe.up.pt/:


Agora uma outra foto igualmente antiga, mas a ponte já terminada. Esta foi retirada do http://repositorio-tematico.up.pt



Agora uma foto da ponte ainda com uma locomotiva a vapor. Esta retirada do http://www.prof2000.pt


Mais uma foto, esta mais recente! Tanto quanto sei esta ponte tem sido conservada o que fico contente pois faz parte da cidade do Porto, mas acrescento que se fosse noutro país quase de certeza já existiria um Kitt em plástico para montar e colocar numa maqueta de comboios. Será que algum dia irá existir algo para eu colocar na minha maqueta de escala N???? Esta foto foi retirada do https://hoffice.wordpress.com



Faltou só dizer que esta ponte só tinha uma via férrea, e que os comboios tinham que claramente passar um de cada vez, a uma velocidade máxima de 20km/h. Algo e presenciei na minha juventude e não esquecerei.

26-09-2011 - Cá está então um pequeno filme amador que mostra algumas fotos que fiz, num dia em que o sol esteve presente e me obrigou a fazer manobras para poder fotografar a ponte. Em tempos costumava fotografar por prazer e isso ajudou-me a ter alguns conhecimentos acerca de fotografia. Esta ponte é uma obra excelente para ser fotografada pois tem sempre um novo ângulo, um novo pormenor, ou então simplesmente a luz do dia está diferente e só isso faz as fotos da ponte ficarem diferentes. Desta vez o sol estava numa posição critica o que me obrigou a experimentar novos ângulos e novas imagens.

É melhor verem o que consegui fazer:

video
Espero que esta mensagem de alguma forma mostre o que é, e como é, esta bela ponte de D. Maria Pia.

Até uma próxima.